sábado, 25 de junho de 2011
Tumblr_ln0ldctpea1qjls1eo1_400_large

Sou do tipo de pessoa que não paciência para receber mais de 65445645646 telefonemas em um mesmo dia de uma mesma pessoa, visitas caseiras diárias, dar explicações (principalmente isso, odeio ter que me explicar), cenas de ciúmes desnecessárias e afins.
Acho que a verdade é que odeio casais apaixonados demais, aquela melação de "meu amor" pra cá, "meu xuxu" pra lá e essas outras coisas que me fazem querer ter uma metralhadora em mãos  fazem qualquer um ficar enjoado só de ouvir e ver.

Sou a favor de programas românticos estilo cinema a dois, jantar à luz de velas, flores e etc. Demonstrações sinceras de afeto que não precisam ser necessáriamente de 15 em 15 minutos ou um monte de "eu te amo"  lotando a minha Caixa de Entrada. Aquelas vezes em que ambos se sentem felizes por estarem partilhando de um momento juntos um do outro e não aqueles momentos em que ambos precisam permanecerem grudados um no outro senão acham que o mundo vai acabar ou que vão morrer por causa disso.

Sentir saudade é bom, faz ver a importância que uma pessoa tem na nossa vida, faz com que fiquemos a pensar nela e faz com que o casal fique mais unido. A "grudação" atrapalha porque depois de um tempo (diga-se curto) perde a graça, fazendo com que o casal se separe.

Eu sou uma chata-enjoada, eu sei, tenho plena consciência disso. Acho mais legal quando as coisas fluem naturalmente a dois com ambos descobrindo o que gostam ou não juntos do que ficar empurrando para o tapete os defeitos, mostrando somente as qualidades. Ditando regras. Abrindo mão das coisas que gostam apenas para agradar e se transformando no que não se é (e nunca será), porque um dia a máscara cai e aí já era.

3 comentários:

Poly_andra disse...

Nossa concordo em tudo com você,
principalmente a parte do grude.
tenho pavor de melação em publico, eu sou muito tímida, não quero um cara pendurado no meu pescoço enquanto ando pelo shopping. Nem me ligando trocentas vezes ao dia.
Sou muito chata?
mas eu não gosto de discutir relação, nem de frescurinha, quero gestos sinceros abraços bons, e aquela troca de olhares foda haha
não sei se sonho muito, mas acho que isso sim é bom, quando o casal se entende se conhece se admira e se respeita, sem melação, como duas pessoas adultas e que crescem juntas e que dividem uma vida juntas.
pois é, me alonguei demais ;*

Natália disse...

Verdade! E sentir saudade é super importante pra uma relação dar certo.

Mas há pessoas e pessoas, casais e casais.

Tô no meu 5º namoro e, em todos os anteriores, eu era igual a você. Não suportava grude. Além disso, me recusava a usar aqueles apelidos idiotas e a falar em tatibitati e mimimis.

Mas... depois que conheci o atual namorado, tudo mudou. Tô pagando língua em tudo. E, apesar de toda a grudação e frufrufrus, estamos juntos há mais de três anos. Já passamos mais de um mês sem nos vermos (por conta de viagens) e sobrevivemos. Mas, no geral, nos vemos todos os dias, nem que seja por 10 minutos. E é ótimo. E não enjoa.

Então... há pessoas e pessoas...casais e casais...

=]

Ricardo Galvão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...