sábado, 16 de julho de 2011


Sou do tipo de pessoa que não gosta de ficar triste e procura manter a auto estima sempre em alta. Também não gosto de ver meus amigos tristes (na verdade, não gosto de ver ninguém triste) e no início do ano passado eu criei uma coisa que eu chamo de "Compartilhar Felicidade" que, no caso, significa  dar um motivo para uma pessoa para que ela possa se sentir bem quando ela acha que tudo na vida dela vai mal.

(Sempre achei que quando alguém não está bem, não devemos forçar esta pessoa a dizer sobre o que está acontecendo.Ela deve falar tudo de livre e espontânea vontade ou simplesmente não falar)

Quando estou triste, peço para quem estiver do meu lado que me dê um motivo para estar feliz, que pode ser dizer algo de bom que esteja acontecendo na sua vida, ou me dizerem que muita gente está em situação pior que a minha e está feliz assim, ou o como  a vida é bonita (falando das estrelas no céu e a criação de Deus), ou dizendo que poderia estar pior ou simplesmente me contando engraçadas para que eu possa esquecer o motivo da tristeza e simplesmente sorrir. (Enfim, motivando.)

Sei que na vida temos problemas, mas acho que não podemos nos deixar afetar por eles em 100%, acho que a vida deve ser encarada de frente, andando de cabeça erguida. Quando encaramos a vida com alegria, com serenidade, tudo se torna menos pesado (até porque existem problemas que só são grandes em nossa mente quando de fato são minúsculos) e fora que assim conseguimos pensar melhor.

Compartilhar felicidade é fazer qualquer coisa para que uma pessoa se sinta bem e feliz. Você pode simplesmente não dizer nada, pode passear em silêncio com a pessoa e pagar um sorvete para ela, apontar para as estrelas no céu ou para qualquer coisa que considere interessante. É dar à pessoa um bom momento.

Você já compartilhou sua alegria com alguém?

4 comentários:

Brunno Soares disse...

'Compartilhar' eh uma palavra estranha para o nosso tempo... compartilhamos arquivos, redes sociais, mídias... mas não temos tempo a dividir... muito menos criamos oportunidades para... sem falar que a maioria nem rapara a tristeza alheia... tempos dificeis...
Falo por mim... às vezes sou tão pragmático...

Confessor que preciso aprender a COMPARTILHAR mais...
obg pelo texto.

Ricardo Galvão disse...

Compartilhar felicidade é sem duvida uma atividade que faz bem pra todos envolvidos, fazer o outro feliz nos faz feliz. Deveríamos nos esforçar mais nessa pratica!

Polyandra disse...

no livro da Pollyanna, ela tinha algo parecido, o Jogo do Contente.
aaah que bom que vc compartilha felicidade, gostei desse nome, serviria como slogan de campanha publicitaria haha (designer jornalista feelings)

;** cuide-se

Nelson Roberto R. Dos Santos disse...

Eu lí esse livro "Polyana"! É, eu sei, sou um homem que leu Polyana! kkk mas é muito legal e esse conceito é show, se todo mundo seguisse esse mundo era melhor.

parabéns pelo blog Natália!! <o/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...